Economia de aglomeração: vantagens e desvantagens

Informe-se aqui desta dinâmica econômica e como ela pode ser produtiva para uns ameaçadora para outros

Publicidade

Publicidade

Antes de falarmos das vantagens e desvantagens que a economia de aglomeração entrega, é importante definir o que é esta prática que eventualmente o mercado produz.

Resumidamente, a economia de aglomeração é uma localidade que tem numerosas empresas e podem ou não entregar as mesmas funções.

Publicidade

Uma definição abrangente de economia de aglomeração

A economia de aglomeração é quando várias empresas estão localizadas em uma mesma região geográfica. Ela tem como prioritária função atingir uma dinâmica mais prática dentro do mercado, estando visível aos olhos de possíveis consumidores que se encaixam com a demanda do que oferecem.

Publicidade

Quando ocorre uma economia de aglomeração a competitividade entre as indústrias pode ou não acontecer, isso vai depender se são empresas que se complementam ou unicamente disponibilizam as mesmas mercadorias. 

Publicidade

É  significativo dizer que há dois tipos de aglomerações econômicas:

  1. Aglomeração de serviços;
  2. Aglomeração de produção.

Quando há uma junção de empresas que prestam serviços chama-se de aglomeração de serviços, e no momento em que há o agrupamento de empresas que geram produtos físicos dá-se o nome de aglomeração de produção.

Publicidade

Publicidade

Vantagens de estar inserido em uma economia de aglomeração

Antes é importante dizer que todos esses benefícios produzem grandes novidades ao mercado e aos comércios.

Publicidade

  • Aumento da produtividade: quando for necessário comprar matéria-prima, ela estará mais acessível, o custo estará mais baixo, pois outras empresas estarão comprando também;  
  • Possibilidades: quem está precisando de algum produto ou serviço, saberá onde encontrar, variadas lojas, bazares, estarão a disposição e presumivelmente eles podem disponibilizar ao mesmo tempo algo para o cliente;
  • Crescimento de empregos: as empresas, por estarem produzindo mais, precisarão de novos funcionários e isso é de grande proveito à família desse novo trabalhador;
  • Avanço urbano: proporciona uma dedicação maior para novas instituições de ensino, sejam privadas ou públicas, para saúde, programas sociais e educacionais e também maior oportunidade de inserir jovens no mercado de trabalho;
  • Profissionais competentes: com o aumento de vagas para trabalho, várias pessoas poderão adquirir conhecimentos em determinadas áreas para agregarem valor a uma empresa.

Desvantagens de estar inserido em uma economia de aglomeração

Por diversos motivos que uma economia de aglomeração pode dar certo, há também porquês de não darem certo.

Publicidade

É considerável saber que todos os males que a economia de aglomeração pode gerar levam a uma deseconomia de escala. Desses males é importante citar:

  • Saturação de infraestrutura: É um grande fluxo, por exemplo, de tráfego. A quantidade de carros, ônibus, entre outros meios de transportes se mobilizando nos mesmos horários em uma área urbana como São Paulo, esse fator causa trânsitos, consequentemente alto cansaço aos trabalhadores. Outro exemplo é a quantidade de pessoas no metrô. É o conhecido”horário de pico”.
  • Alta inflação das terras: Por conta do desenvolvimento da economia urbana, algumas áreas passam a ficar mais desejadas para compra, isso pelo fácil acesso aos comércios, o que facilitaria o deslocamento e resultaria na solução de não pegar trânsito, no entanto, os preços dessas terras, casas, apartamento se elevariam, tendo mais custos de moradia, aluguel ou até mesmo escritórios;
  • Desordem ambiental: Por conta de todos os meios de transportes, indústrias em funcionamento, áreas desmatadas, para construções de novas empresas, casas ou lojas, o meio ambiente é afetado e isso pode causar mudanças climáticas, poluição, entre outras causas;
  • Tensão de concorrência: Algo que pode causar problemas de saúde é a alta concorrência, preocupação em alcançar as metas que o mercado de trabalho exige, isso requer muita sabedoria para se manter firme sem desistir e ser levado ao desemprego ou falência;
  • Necessidade de áreas de reserva: Como dito antes, a alta demanda para novas construções leva ao desmatamento, isso implica abdicar do meio ambiente, o qual é importante para a vida de animais e de seres humanos causando mais desordem ambiental.                                                      

Exemplos de economia de aglomeração

  1. Aglomeração Pecuniária: reduz os custos dos materiais para a empresa;
  2. Aglomeração Tecnológica: aumento da produtividade das empresas.

Casos em que há economia de aglomeração

A cidade de São Paulo é um grande exemplo de onde existe a economia de aglomeração, muitas pessoas vêm de outros estados para encontrarem aqui, novas oportunidades de emprego, estudos e poderem construir uma vida financeira.

É uma cidade com alta demanda de consumo e por isso há muitos shoppings, feiras, prédios comerciais em que pode ocorrer de ter consultórios ou corporações que oferecem os mesmos serviços, diversos salões de festas, outlets e por fim até mesmos estacionamentos, o que parece ser algo simples, mas há muitos deles localizados em estações de metrô, hospitais, consultórios médicos, enfim, lugares que terão alto  fluxo de pessoas durante boa parte do dia.

Publicidade