Conheça as principais bolsas de valores asiáticas

Bolsas da Ásia movimentam dinheiro do continente e recebem investimentos externos

Publicidade

Publicidade

Com uma população beirando os 4,5 bilhões de pessoas (senso 2018). O continente asiático movimenta muito dinheiro no mundo, seja com importação ou com a exportação, principalmente seu principal mercado. Primordialmente abrindo espaço para a bolsa de valores de cada país.

Isso faz com que a variação de moeda e principalmente as bolsas de valores da Ásia, nunca desliguem e se movimentem 24h por dia. A Ásia é um dos principais centros comerciais, mercado de capitais e econômicos do mundo, tal posição reflete em um desenvolvimento financeiro ao continente.

Publicidade

As bolsas de valores da Ásia são pretendidas pelo tamanho extenso do continente. E com países em constante crescimento, alguns com PIB elevado, se tornando um dos principais mercados financeiros em um nível global. Assim sendo fundamentais no fluxo de finanças e investimento nas bolsas asiáticas.

Bolsa de Valores de Tóquio

Tosho, TSE, Bolsa de Tóquio ou Tokyo Stock Exchange. Diferentes nomenclaturas para uma das mais tradicionais bolsas de valores do mundo, sendo a terceira maior bolsa de valores no mundo das capitalizações, apenas superadas pelas líderes norte-americanas, NYSE e Nasdaq.

Publicidade

A principal bolsa de valores do Japão, registrou em 2019 aproximadamente U$5,6 trilhões e com mais de 2000 empresas listadas. Os índices de análise são denominados de Nikkei 225. Na qual as 200 maiores empresas japonesas com alto valor no mercado, utilizam o Nikkei 225.e Topix.

Publicidade

Entre os nomes das empresas que negociam nesta bolsa estão nomes, por exemplo, como Honda, Nintendo, Konami, Toyota e Bandai Namco. Fundada em 1878, permaneceu fechada de 1945 a 1949 devido ao período de guerras e reorganizada por grandes autoridades asiáticas. Trabalha com a moeda japonesa, o Yen e algumas das moedas mais populares no mundo, mas já esteve em baixa na década de 90 devido ao declínio econômico e em 2001 se tornou uma empresa de capital aberto.

Shanghai Stock Exchange

Em primeiro lugar, A SSE, Bolsa de Xangai ou simplesmente Bolsa de Valores de Shanghai é a principal bolsa de valores chinesa. E também está na lista das bolsas de valores mais movimentadas e principais do mundo. Balanços de 2019 colocaram um valor de US$5 trilhões em um agregado de valor de mercado, o volume de valores de um mesmo ano da bolsa de valores de Shanghai é aproximadamente de US$500 bilhões.

Publicidade

Publicidade

Diferentemente da sua concorrente, a TSE (Tokyo Stock Exchange), a SSE não é totalmente aberta para investimentos estrangeiros, devido ao governo ter quase total controle sobre as transações e o mercado financeiro do país. Os estrangeiros com algum tipo de negociação na bolsa de valores de Shanghai, são parceiros econômicos da China ou aliados políticos, como a Rússia.

Entre os nomes das empresas que negociam nesta bolsa estão cerca de 75% de todos os bancos chineses, ou seja: Beijing, Shanghai, Nanjing e Jiangsu e o principal do Bank of China, sendo semelhante à Caixa Econômica Federal no Brasil. Outros grandes nomes de empresas das mais de 1000 que estão listadas na bolsa chinesa são PetroChina e China Life. Quem autoriza as empresas a investir na bolsa pela CSRC (China Securities Regulatory Commission), órgão regulador do governo.

Publicidade

Fundada em 1990, teve seu pior momento em 2020 com o avanço da epidemia do coronavírus, chegando a ficar três meses fechada, mesmo a China sendo a segunda maior economia do planeta e o principal parceiro comercial do Brasil. Os índices financeiros de análise da bolsa de valores de Shanghai, são o SSE Composite e o SSE 50

Shanghai Composite Index

Um dos índices mais famosos do mercado de ações ásiaticos é o modelo Shanghai Composite Index é popular entre ações chinesas, mas nem todas as maiores companhias chinesas possuem ações nesse índice, devido a não autorização de investimento internacional. 

Publicidade

Hong Kong Stock Exchange

Conhecida como SEHK, a bolsa de valores de Hong Kong é a terceira maior bolsa de valores da Ásia, chegou em 2018 à marca de mais de 2000 empresas listadas e aproximadamente US$4 bilhões, seu índice utilizado para análise é o Hang Seng Index, com todas as maiores empresas de Hong Kong listadas com alto valor de mercado, utilizando deste modo para análise financeira.

Não há uma data exata de fundação para esta bolsa de valores, mas começa-se a contar formalmente os anos de fundação a partir de 1972, bem como quando quatro bolsas de valores de Hong Kong foram unificadas e em 1989 foi criado o comitê avaliador de negócios, o SFC (Securities and Futures Commission). Entre os nomes das empresas que negociam nesta bolsa estão a poderosa seguradora AIA, Tecent Holdings e um grande investidor estrangeiro, o Bank of China. 

Em 2019 a bolsa de valores de Hong Kong tentou a compra da Bolsa de Valores de Londres por aproximadamente 31 bilhões de libras (US$ 40 bilhões) e ainda incluiu a compra de £2 bilhões em dívidas adjuntas da bolsa. London Stock Exchange (LSE) divulgou um comunicado oficial em seu site:

“A Hong Kong Exchanges and Clearing Limited (HKEX) anunciou hoje ter feito uma proposta ao conselho de administração do London Stock Exchange Group (LSE) para combinar as duas empresas”

Por fim, é possível comparar com as Bolsas de Valores norte-americanas. Em outras palavras, mesmo que ainda distantes, as bolsas se conectam nos olhares de investidores e possibilidade de negócio.

Publicidade

O melhor conteúdo de negócios e economia no Brasil, de graça para você.

Cadastre-se para ter acesso a este conteúdo, é totalmente de graça!

Ao se cadastrar, você concorda com o compartilhamento de seus dados com a Estoa, e com os Termos de Uso , incluindo o uso de cookies e o envio de comunicações