As principais bolsas de valores dos Estados Unidos

Bolsas norte-americanas estão listadas como potências mundiais

Publicidade

Publicidade

Quando se fala em Estados Unidos da América, as palavras que vem à cabeça podem variar. Mas sempre há o conceito de força, poder e riqueza. Principalemente em relação a Bolsa de Valores dos Estados Unidos.

Um país independente e influente no mundo todo. Além disso, até na lua os Estados Unidos já cravaram a bandeira mais conhecida de todos os tempos.

Publicidade

Conhecer a economia norte-americana, é também entender a forma de negociação precisa, que existe no país.

As principais bolsas de valores, mais valiosas do mundo, mais procuradas e com mais ações listadas, encontram-se na “América”. E os EUA, mantém negociações intensas com grandes partes dos maiores produtores mercantis da terra.

Publicidade

Quais são as principais bolsas de valores norte-americanas?

Além das principais bolsas de valores do mundo, são as maiores e mais ricas também, com mais movimentação de dinheiro em um único só dia, em todo o território terrestre.

Publicidade

NYSE (New York Stock Exchange). É a mais popular e mais procurada bolsa de valores do mundo todo, considerada a maior do mundo pelos mercados financeiros universais.

Além de ser a mais antiga dos Estados Unidos. A fundação foi em 1792, localizada na rua mais famosa do cinema americano. A popular Wall Street, no número 10.005 na ilha de Manhattan, no centro financeiro global.

Publicidade

Publicidade

Com uma quota de mercado (market share) girando em torno de US$ 20 trilhões, com quase 3.000 mil empresas listadas, movimentando diariamente bilhões em dólares.

Entre os nomes mais conhecidos do mundo, as empresas que negociam nesta bolsa contam com uma lista de renome de: Coca-Cola, McDonald ‘s, Walmart, e Disney (Disney Group, Media, Disney Co, Fox, Disney World e subsidiárias Disney.)  Além disso, as poderosas: AMC, Ford Motors, MGM, Pfizer, Uber, Twitter, 

Publicidade

Investidores internacionais como o suíço Roger Federer, o Alibaba Group Holding Limited, Nokia, Banco BBVA da Espanha, Barclays e Unilever.

As empresas brasileiras Netshoes, PagSeguro, XP Investimentos, já foram listadas na NYSE New York Stock Exchange) e novas empresas do Brasil podem desembarcar em Wall Street em breve.

Publicidade

NASDAQ

A NASDAQ Stock Market (National Association of Securities Dealer Automated Quotation) ou Sistema de Cotação Automatizada da Associação Nacional de Corretores de Títulos.

É a segunda maior bolsa de valores dos Estados Unidos. Mas não menos importante que a NYSE. A NASDAQ abriga grandes e principais empresas de tecnologia em seu catálogo de investimentos.

Sendo assim, com quase 3000 empresas listadas, recebe um volume financeiro diário maior que todas as outras bolsas de valores do mundo. Fundada em 1971, é relativamente nova, referente às outras bolsas de valores com mais de 1000 anos de existência.

Os nomes listados como mais importantes na bolsa de valores NASDAQ, são: Apple, Microsoft, Intel, Amazon, Facebook, Tesla e Pepsi co.

Outros grandes nomes surgiram na NASDAQ e após grande crescimento permanecem investindo nesta bolsa, Netflix, Adobe, T-Mobile, Nvidia, PayPal, Starbucks e Zoom. Empresas brasileiras como Lojas Americanas, Shoptime, Submarino e PicPay estão listadas na fila para investir e entrar de vez na NASDAQ.

Lideranças das bolsas de valores americanas:

Stacey Cunningham é a atual presidente da NYSE, sendo a segunda mulher presidente da companhia, mas a primeira a ocupar a liderança total da bolsa. Já na NASDAQ, o grupo é gerido pela OMX Group NASDAQ e Furlong Baldwin como presidente.

E como investir nas bolsas norte-americanas?

Por fim, o que já foi muito difícil, hoje tornou- se mais prático e acessível. É possível abrir uma conta em uma corretora de investimento nos Estados Unidos e ela será a intermediadora da negociação e seguirá na compra de ativos financeiros.

Do mesmo modo, há possibilidades para brasileiros investirem nos EUA são: Ações de empresas listadas nas bolsas NYSE e NASDAQ, setor de ramo imobiliário e títulos de renda fixa do tesouro americano, sendo crédito privado ou direito (público).

Publicidade