PIB: O que é e qual a função desta importante sigla

Conheça a funcionalidade do Produto Interno Bruto do Brasil e saiba como é calculado

avatar

Feito por:

Igor Maranhão

11/10/2023

O PIB mostra a avaliação para novos parâmetros e rumos da economia /Foto: Reprodução
O PIB mostra a avaliação para novos parâmetros e rumos da economia /Foto: Reprodução

Calculado anualmente ou em tempo pré determinado, o Produto Interno Bruto (PIB). É a soma de todos os bens, ganhos financeiros, somas positivas ou serviços dentro de um país. Define o ritmo da próxima atividade econômica do Estado, quanto que uma região cresceu ou decresceu em determinado período.

A princípio, a economia de um país nunca esteve tão em foco. Em jornais, a pauta é frequente, a editoria que envolve finanças é tema constante e diversos especialistas realizam uma análise detalhada sobre os recentes acontecimentos. Ou seja, assuntos que fazem o Brasil melhorar ou piorar a situação econômica. 

O que é um Produto Interno Bruto?

De forma mais precisa, PIB é o indicador econômico com a soma de bens de um país. Portanto, auxiliando na macroeconomia. Somado no valor da moeda deste país, mas também convertido ao dólar, é fundamental para medir a riqueza e ganhos de um território.

No Brasil é calculado em Reais. O PIB mostra a avaliação para novos parâmetros e rumos da economia. Portanto, PIB é uma padronização mundial do Manual de Contas Nacionais (System of National Accounts). Criado em 1993 e com relatório e documentos elaborados pelo FMI (Fundo Monetário Internacional) com relação da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico). Por fim, pelo Banco Mundial e da ONU (Organização das Nações Unidas).

A padronização aconteceu para ajustar e melhorar o acompanhamento da economia global e sua evolução e facilitar a análise da comparação entre diferentes países.

PIB é a exemplificação do sucesso de políticas econômicas /Foto: Reprodução

Como funciona o Produto Interno Bruto?

Nesse sentido, o PIB é a exemplificação do sucesso de políticas econômicas em um governo. Além disso, funciona como um sinalizador para os investidores.

Sua funcionalidade por ser não tão compreensiva assim. É necessário analisar o conceito de “O que é PIB” e não confundir com uma produção de riqueza proposital de um país e sim sua produção natural.

Como por exemplo a produção de novos bens que estejam em um balanço pré-estabelecido na atividade econômica. Ou seja, se esse país tiver um acumulado de riquezas de outros anos em seu estoque, isso não se contabiliza neste ano. 

Bens materiais, bens de consumo, bens de produção, serviços prestados internamente ou externamente, bens de capital, são os principais serviços somados ao PIB em seu tempo válido de cálculo. Os dados do PIB são informados pelo IBGE. Os bens mais encontrados, são os agrícolas, industriais gerais e manufaturados. Se o país trabalhar diretamente para um outro, contabiliza.

Um exemplo em nosso país é a Casa da Moeda do Brasil que é a responsável pelas demandas de confecção das moedas da América do Sul como: Argentina, Uruguai, Peru, Bolívia, Paraguai e Venezuela. Também com responsabilidade dos países como: Costa Rica, Haiti e Suriname, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e por fim, Zaire.

Ou seja, este feito entra na lista anual de soma do PIB como serviços prestados a uma outra união de nações. Devido ao produtor receber os pagamentos pela produção.

E como calcular o PIB?

Existem três formas de cálculos que juntos, somam-se ao Produto Interno Bruto geral, são elas: Cálculo do PIB pela ótica da oferta, cálculo do PIB pela ótica da demanda e cálculo do PIB pela ótica da renda

Cálculo do PIB pela ótica da oferta é a soma do valor incluso pelas empresas, conhecido como VAB (Valor adicionado Bruo) representando a diferença entre produção e consumo.

Cálculo do PIB pela ótica de demanda é a soma do valor das despesas com bens e serviços finais, despesas com governo, empresas e população.

Somando despesas do consumo das pessoas em geral, investimentos das empresas e gastos do governo. Exportações na balança comercial, também são adicionadas.

Cálculo do PIB pela ótica da Renda é a soma de todas as rendas recebidas pelos agentes do país, salários, juros, lucros e aluguéis. A soma dos aluguéis possui um nome facilitado de EOB (Excedente Operacional Bruto). 

As desconsiderações de soma ao Produto Interno Bruto são desde as produções fora do tempo de cálculo válido ou até a valorização de monetário, imoveis e negociações refeitas.

Por exemplo:

Um prédio construído neste ano e que seja rentabilizado no próximo, não entra em nenhum dos dois PIBs, ele será descartado com soma.

Em uma conclusão, o PIB tem como função principal as seguintes definições:

Acompanhar toda atividade econômica de uma cidade, estado ou região no país, em determinado período; Comparar desempenho do PIB ao longo dos anos e projetar os próximos PIBs; Analisar todas as participações setoriais no PIB e avaliar as possíveis deficiências; Realizar análises comparativas entre diferentes países e estados internos.

Existem diferentes tipos de PIB. Nominal e Real, PPC (PIB por paridade de poder de compra) e PIB per capita.

1. PIB Nominal: Calcula os preços correntes, medindo a variação de produção dentro de um determinado lugar, sem desconto de inflação.

2. PIB Real: Realiza cálculo dos preços correntes, medindo a variação de produção dentro de um determinado lugar, com o desconto da inflação.

3. PIB por paridade de poder de compra (PPC): Corrige as distorções no cálculo geral do PIB.

estoa-logo
facebook
twitter
telegram
youtube
linkedin
tiktok
    Institucional
  • Login/Inscreva-se
  • Termos de Uso
  • Politica de Privacidade
  • Compliance
    • Conteúdos
  • Colunas
  • Artigos
  • Ebooks
  • Vídeos
  • Relatórios
  • Carteiras Recomendadas
  • Cursos
    • Ferramentas
  • Calendário Econômico
  • Painel de Notícias
  • Minha Carteira
  • Ações
    • Notícias
      Produtos
  • Research
  • © 2022 Estoa Research Publicações Ltda. · CNPJ 11.431.155/0001-07